We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Saturday
14
APR

Abrindo o Campo: Criação em Cadernos com Gilles Eduar

10:00
17:00
Ateliê BINÁH
Event organized by Ateliê BINÁH

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

Workshop de Criação com Gilles Eduar.
Como podemos trabalhar a espontaneidade no processo da criação?
Vamos “abrir o campo”, inundando um caderno com desenhos, garatujas, palavras, sons, colagens, cores, tramas, linhas, excessos e despojamento …
Usaremos materiais e recursos inusitados para preencher um caderno em poucas horas…
Conectados com o nosso próprio fluxo, entraremos num campo de criação sem censura e com muita ação.
Forneceremos materiais mas o participante está convidado a, se quiser, a trazer outros materiais. É muito importante que cada um traga o seu próprio caderno em branco.

Informações
14 de abril de 2018
Sábado das 10h às 17h (1 hora de intervalo para almoço)

Valor: R$ 330,00 para participação individual.
Preços especiais para grupos de 3 ou mais pessoas, entre em contato pelo email carina@binahespacodearte.com.br

Telefones: (11) 3875-6008 e (11) 3467-4387

Inscrições: através do email carina@binahespacodearte.com.br

Gilles Eduar é artista, autor e ilustrador paulistano. Iniciou sua carreira na França e lá publicou 15 livros. Com trabalhos também nas áreas de artes gráficas, teatro e música, publicou mais de 15 livros no Brasil como autor e ilustrador por editoras como Companhia das Letrinhas, WMF, Martins Fontes e Ática. Muitas dessas obras foram traduzidas para outras línguas e receberam o selo Altamente Recomendável da FNLIJ. A diversidade de sua formação está refletida na feitura de seus livros, em que tanto cenário quando musicalidade do texto são elementos importantes, e sua curiosidade está presente nos livros informativos. Cada um de seus trabalhos é uma experiência diferente, em que som, pintura, poesia (e pesquisa) andam juntos. Em seus trabalhos de ateliê com crianças, Gilles se preocupa com dar espaço para a imaginação e a criação, ao fomentar o absurdo, permitir o surreal e valorizar o improvável: fontes do humor e da singularidade na construção do texto e da ilustração.