We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Saturday
31
MAR

François Muleka + Ingrisia no Cafundó!

22:00
02:00
Cafundó Bar Cultural
Event organized by Cafundó Bar Cultural

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

>> Nessa noite especial o Cafundó recebe os shows de François Muleka e Ingrisia!

Sábado | 31/03 | 22h
>> R$ 10 até 23h com nome nome no mural do evento.
(poste o seu até as 18h do dia 31). <<
>> R$ 15 sem nome no mural <<

François Muleka é artista brasileiro. Compositor, filho de africanos da República Democrática do Congo que faz músicas no Brasil em português e outras línguas existentes ou inventadas, para pessoas de todo o mundo.
Suas influências são diversas e de versos dos mais variados, passado por enlatados americanos dos anos 80/90, passando por um panorama eclético da música de norte a sul da África e incluindo canções famosas de novelas televisivas dos anos 90.
Se inspira em artistas impetuosos da mpb, nos artistas incríveis que cruza em seu caminho e nas artes de países que teve a oportunidade de conhecer através do youtube, google earth e outros recursos que possibilitam tais viagens no pelo espaço/tempo, incluindo Cuba, Hungria e Galápagos entre outros.


A banda Ingrisia nasceu em 2016 a partir da vontade de Alexandre d'Alsace (voz) e Rafael Tafner (bateria) de "desenterrar" algumas canções pouco conhecidas de artistas "marginais" da década de 70 da música brasileira como Jards Macalé, Itamar Assumpção, Tom zé, Sergio Sampaio e Luiz Melodia. A temática do repertório recorrentemente era o amor não correspondido e as feridas que ele pode causar na vida uma pessoa, um estilo que se aproxima do conceito cunhado por Jards Macalé e Nelson do Cavaquinho, apesar de nunca terem chegado a um consenso unânime, chamado de "morbeza romântica". Depois de alguns shows em 2016 a banda passou por uma pausa, reformulou a formação e voltou em 2017 com mais consistência, indenidade e pesquisa, contando com Eloin Farias no baixo e André Leonardi na guitarra, além dos fundadores anteriormente citados. Foi um ano de grande importância para banda, que além de ter feito uma serie de shows nas principais casas e eventos alternativos da cidade, como Cafundó Cultural, Colmeia e Feirinha da Servidão, começou a dar enfase também a criação de um trabalho artístico próprio. Em 2018 a banda está a todo vapor e focada em gravar seu primeiro álbum e fazer shows em diferentes regiões do país. Nos shows, além de Jards Macalé e "Lados B" da década de 70, a banda traz também artistas atuais da musica brasileira, como Tagore, Jonny hooker e Liniker, com uma pegada visceral, dramática e quem sabe até tragicômica.

➡ Não se esqueça que além do bar, o Cafundó Bar Cultural também oferece pizzas e brusquetas deliciosas. Só pedir!
➡ Pista de skate do Mundo Paralelo está aberta todos os dias das 14h as 23h30. Vem surfar!