We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Saturday
07
APR

Lançamentos - Album India Portuguesa 1951-1961 e Cartas de Damão

17:30
19:30
Casa Independente
Event organized by Casa Independente

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

Lançamento de livros:
Album India Portuguesa 1951-1961 de Ana Janeiro
Cartas de Damão de Maria L Janeiro

Apresentação de Raquel Guerra e Filipa Lowndes Vicente com a presença das autoras

Sábado | 7 Abril | 17.30h
Casa Independente | Largo do Intendente, 45 | 110-285 Lisboa

--------

ALBUM Índia Portuguesa 1951-1961
Ana Janeiro
Hardcover | 76 páginas | 20,5cm x 28,5cm
50 exemplares numerados e assinados
Edição de autor, 2017

ALBUM Índia Portuguesa 1951-1961, é um livro de Ana Janeiro, que resulta de uma investigação sobre o período em que os seus avós viveram na então Índia Portuguesa, entre 1951 e 1961. Entre o escasso espólio que deixaram encontravam-se alguns albuns de fotografias e cartas que a avó escreveu à mãe desta, durante o período em que viveram na Índia entre 1951 e 1961. Partindo deste arquivo de família, este trabalho é uma pesquisa sobre as suas vidas, procurando desvendar e descobrir o que ficou por contar, por vezes friccionando e preenchendo os vazios que ficaram.


Cartas de Damão
Maria L Janeiro
200 páginas | 21x24cm
300 exemplares
Edição de autor, 2018

Cartas de Damão, um livro escrito a “duas mãos”, mãe e filha, reúne e compila as cartas que Gisela Janeiro escreveu durante o periodo em que viveu na Índia (Goa e Damão), os últimos dez anos da “Índia Portuguesa”, contextualizadas por Maria L Janeiro, nascida em Damão em 1953.

Gisela (1926-2013) e Francisco Janeiro (1917-2010) encontravam-se a viver em Damão quando da incursão indiana aos seus enclaves, Dadrá e Nagar Aveli, em 1954. Dos acontecimentos dessa época, relatados quase diáriamente, transmite-se, através de uma visão crítica, lúcida e esclarecida, a vontade de denúncia contra as prepotências ditas“coloniais”, as injustiças sociais e os erros políticos.

O testemunho de Gisela, talvez unico dessa época, as cartas que cuidadosamente ordenou e trasmitiu à família, entrecruzado com a documentação histórica recolhida, deram corpo a este livro. O tratamento das imagens e o registo fotográfico da documentação coube à sua neta, Ana Janeiro.