We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Saturday
28
APR

ZIGUR NAS DAMAS #3

23:00
04:00

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

🔳 David Bruno/dB (apresentação do "Ultimo Tango em Mafamude")
🔲 Dragão Inkomodo
🔲 Dj Doraemon (dj-set)

Entrada livre.
——
A contagem decrescente para o regresso à nossa casa lisboeta aproxima-se. Lá ao fundo, ouvem-se ecos e sentem-se reverberações da festança quente que preparámos para vocês: a ansiada estreia do apaixonante “O Último Tango em Mafamude” em Lisboa pelo bardo David Bruno, o regresso demolidor de Dragão Inkomodo e os polirritmos crípticos de DJ Doraemon.

David Bruno/dB (Poeta/Músico/Antropólogo da Era Digital) - Nascido numa quarta feira à hora de almoço numa varanda em Mafamude, tudo indicava o estatuto de lenda desde o primeiro segundo em que inalou ar puro de Vila Nova de Gaia. Raízes humildes, fazem com que um vendedor de lenha seca e uma mulher das limpezas deem à luz David Bruno, o primeiro bebé português a nascer já com risca ao meio. Anos mais tarde, o seu pai abre um bar de diversão noturna, em Mafamude, e é definitivamente aí que David Bruno descobre o gosto pela música, poesia e mulheres suadas. Comprou a sua primeira flauta com 10 anos e duas semanas depois enquanto interpretava um cover do tema de abertura da série Mcgyver descobriu que a poesia que lhe tinha roubado a alma. Neste momento encontra-se em decadência interior. Este facto foi o combustível do seu último álbum, e é a sua forma de se despedir da cidade que o viu nascer. Diz-se que David Bruno já tem as malas aviadas e cartão de embarque para Gondomar, preparando-se para deixar uma casa alugada, mulher, dois filhos, uma scooter e duas cartas da luz por pagar. (Texto por dB)

https://youtu.be/9qLU_LAmoTQ

Dragão Inkomodo – Produtor já-não-tão-benjamim-assim, os passos recentes no crescimento de Dragão Inkomodo confirmam o futuro risonho que lhe augurávamos há um par de anos. Com uma flexibilidade e agilidade sonoras pouco vistas, aliadas a uma imaginação fértil e vívida, o caminho de Nuno Vicente ainda agora começou a ser percorrido. Ainda que se mantenha fiel aos mesmos trilhos que abriu há um bom par de anos – com a big-beat, o hip-hop e uma estética vaporizada a servirem de mote para aquela esquizofrenia lo-fi que lhe é única -, este Dragão Inkomodo move-se agora com mais ponderação, ciente de tudo o que o rodeia, com uma atenção aos detalhes e às dinâmicas que denunciam uma inclinação para o ambient que há muito se lhe adivinhava. Pese embora continuar descomprometido de estilos e géneros, não é descabido dizer que em 2018 se inicia uma nova fase na vida deste Dragão – e a primeira pedra é lançada nas Damas e rodeado de toda a família alargada.

https://bit.ly/2GoRhW0

Dj Doraemon – Não se deixem enganar pelo nome: o DJ Doraemon não está para brincadeiras. Dono e senhor de uma assinatura sonora musculada e muito sua, que cai algures entre a batida propalada pela Príncipe e o balanço cru dos ritmos e melodias africanos que têm vindo a ser redescobertos nos últimos 10 anos, DJ Doraemon tem vindo a trilhar um caminho discreto por detrás dos pratos – uma postura inversamente proporcional às suas produções: corpulentas, berrantes e carregadas de melodias estonteantes. A presença assídua em várias discotecas da margem sul de Lisboa atestam a sua experiência na manipulação de crowds, que a pouco e pouco tem vertido para os espaços mais atentos na capital. Aterra nas Damas com a certeza e a vontade de demolir os nossos corpos. Deixem-se levar.

https://youtu.be/s9n99GkSu2Q

Textos de António M. Silva