We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Friday
06
APR

Lançamento do 'Atlas das Nações sem Estado na Europa' em Ferrol

20:30
21:30
Através Editora
Event organized by Através Editora

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

Sexta-feira 6 de abril apresentamos o 'Atlas das Nações sem Estado na Europa' em Ferrol.
O evento dará começo às 20h30 no local da Fundaçom Artábria (Travessa de Batalhons, 7) com a presença de Abrahan Bande, promotor e tradutor da obra, e de Fernando V. Corredoira, tradutor e adaptador.
.............

Mais informações:

Este livro pretende resgatar muitas realidades subterrâneas, as próprias das ‘nações sem Estado’, que desenham uma Europa muito diferente e revelam uma história premeditadamente oculta. Ao abrigo dessas realidades, o menos que pode afirmar-se é que o leitor tem a oportunidade de acrescentar o seu conhecimento sobre espaços geográficos – falamos, e felizmente, de um atlas – que estão desde há tempo na sua cabeça e, com certeza, descobrirá outros por completo ignorados. Mas os méritos deste livro não terminam aí. Não se trata apenas de fortalecer conhecimentos. Nestas páginas o leitor terá também a possibilidade de reabrir debates que parecem cada vez mais interessantes e urgentes. Porque a problemática das ‘nações sem Estado’ permite o desenvolvimento de opiniões diversas. Estamos a falar, por exemplo, de realidades naturais? Se é assim, que significado convém atribuir ao último adjetivo (e também, talvez, ao substantivo)? O próprio termo ‘nações sem Estado’, não conduz de maneira delicada a identificar instâncias que estariam teleologicamente incompletas sem a presença da instituição Estado? Em paralelo, e não sem paradoxos, não é a ausência do Estado o que explica a sobrevivência afortunada dessas realidades naturais, ao tempo que dá conta dos fracos mecanismos de defesa que, frente às agressões, têm as populações implicadas? A leitura do texto deixa nas mãos das pessoas inquietas a resposta a essas e a outras perguntas. O único que, a este respeito, não parece saudável é virar as costas a essas discussões.