We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Thursday
10
MAY

Persiano - Lançamento "Pessoas Reais Disponíveis para Conversar"

20:30
22:00
Idea Casa de Cultura
Event organized by Idea Casa de Cultura

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

Show: Persiano - Lançamento "Pessoas Reais Disponíveis para Conversar"
10 de maio (quinta-feira) | 20h30
Ingressos: R$20 inteira | R$10 meia-entrada
Compra online: www.sympla.com.br/IDEAcultura
Bilheteria: Rua Bernardo Guimarães, 1200 - Funcionários

***

Quatro anos separam “Art La Vista” (Independente, 2014), primeira incursão solo do compositor mineiro Persiano, de “Pessoas reais disponíveis para conversar” (Tangerina, 2018), seu mais recente trabalho a ser revelado em 24 de abril.

O single de mesmo nome, lançado em 3 de abril, certamente sintetiza o espírito do álbum, tanto em sonoridade como em conceito, e diz a que veio no próprio título. Segundo o autor, a música “brinca com o futuro próximo, onde pessoas reais disponíveis para conversar serão coisas do passado. Narra a viagem do homem com ele mesmo, a falta de tempo, o mecanismo, a máquina, a dificuldade de olhar para si.”

Dentre as referências conceituais, pode-se destacar a série Black Mirror, um dos maiores fenômenos da história da Netflix, criada por Charlie Brooker, cujos episódios examinam a sociedade moderna diante das consequências imprevistas das novas tecnologias. Para a geração do compositor, aquela nascida na era analógica que assistiu à instantânea ascendência da era digital já com consciência enquanto indivíduo, tais trabalhos tocam em seus desconfortos contemporâneos em relação a este mundo moderno, que provocam solidões e vazios existenciais com doses nostálgicas.

A sonoridade brinca com o paralelo entre suas referências estéticas do pop eletrônico produzido no final da década de 1970 e início de 1980, com timbres espaciais que nos transportam a uma realidade entre passado/futuro que não o presente. Aqui, Persiano cita referências como McCartney II (Paul McCartney, 1980), Computer World (Kraftwerk, 1981), além de Brian Eno e Metronomy. Liricamente, o compositor se espelha na produção do Grupo Rumo, vanguarda paulista do final dos anos 1970, que tinha na linha de frente Luiz Tatit e Ná Ozzetti. De acordo com o autor, a forma como trabalhavam a fala e a melodia sobre a fala o influenciou no período de composição.

Assim como seu antecessor, "Pessoas Reais" foi totalmente composto, gravado e produzido por Persiano em processo caseiro para só depois chegar às mãos do produtor e compositor Leo Moraes (Estúdio Pato Multimídia), sócio-proprietário de uma das principais casas de shows de Belo Horizonte, A Autêntica, que foi responsável pela mixagem e masterização dos dois discos. Diante das semelhanças do processo construtivo de seus trabalhos solos Persiano afirma ser este uma sequência do anterior, prometendo ainda um terceiro ato para um futuro breve. A diferença entre as obras repousa no contexto temático - em Art La Vista Persiano trata de temas diversos e aleatórios, enquanto Pessoas reais mira um ponto central: o homem diante da era digital.

O disco é o quarto lançamento do selo mineiro Tangerina, responsável pela publicação de obras como O Novato (Luan Nobat, 2015), Deserto (LULI, 2017) e Cavalo e Catarse (Francesco Napoli, 2017). A capa foi elaborada pelo artista visual Tiago Tereza. Também baseada na referência do recorte temporal que norteia todo o trabalho, sua estética remete ao saudoso videogame Atari.


Ouça o single "Pessoas Reais Disponíveis para Conversar"

Youtube | https://bit.ly/2H7gyBq
Spotify | https://spoti.fi/2GtfDOK
Deezer | https://bit.ly/2IqaH9T
Itunes | https://apple.co/2GtBtNN

***

(31) 3309 1518
info@ideacultura.com.br
www.ideacultura.com.br