We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Saturday
14
APR

A Voz do Sagrado Feminino

15:00
17:00
Instituto Sarath
Event organized by Instituto Sarath

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

▼▼▼ A Roda será exclusiva para o público feminino. ▼▼▼

7º ENCONTRO

O Instituto Sarath convida você a viver um momento de intensa conexão com o Sagrado Feminino. Elisabet Just e Glória Abdalla trazem uma poderosa reflexão sobre a mulher através de vivências terapêuticas variadas como cantos, danças circulares, arte-terapia, psico-dramas, além do uso de oráculos e diversos instrumentos mágicos elaborados pelo grupo.

A jornada iniciática tem duração de 12 meses, com encontros mensais para o despertar do Sagrado Feminino. Em cada encontro serão trabalhados diversos temas por meio de vivências terapêuticas variadas como Cantos, Danças Circulares, Arte-Terapia, Psico-Dramas, além do uso de oráculos e diversos instrumentos mágicos elaborados pelo grupo.

O objetivo é despertar e desenvolver os saberes ancestrais que representam as principais faces e forças do Feminino, facilitando a compreensão e o acesso da mulher moderna à sua voz.

O valor da vivência é de R$35 que também podem ser pagos na hora do evento em dinheiro.

PAGUE TAMBÉM ATRAVÉS DE DEPÓSITO BANCÁRIO.
Banco Itaú
Agência: 6252
Conta: 20769-8
CNPJ: 020.153.458.0001/82
ONG Evolução do Ser
(Não esqueça de enviar o comprovante de pagamento através do email contato@institutosarath.com.br.)


=-=-=-=-=-=-=-=-=-=

SOBRE AS FACILITADORAS

Elisabet Just é Mestre em Musicologia pelo Depto. De Música da ECA-USP, é compositora, cantora, regente coral, Deeksha Giver, iniciada em Krya Yoga, praticante de Hatha Yoga e pesquisadora de temas espirituais. É regente do Coro Feminino Cântaro.

Gloria Abdalla é Educadora, Doutora em Linguística Aplicada pela PUCSP, escritora, taróloga e guardiã de círculo de mulheres. Fez diversas formações na linha junguiana e trabalha com base nos arquétipos femininos e nos saberes ancestrais do Sagrado Feminino.