We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Wednesday
04
APR

Dança em Dobro – Gemini Cia de Artífices e Amanda Pereira

15:00
21:30
Sesc Ribeirão Preto
Event organized by Sesc Ribeirão Preto

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

Em abril, o Dança em Dobro recebe o Gemini Cia de Artífices com o espetáculo {Jandiras}. O Dança em Dobro é um encontro entre dançarinos da cidade e região e companhias convidadas, com realização do Sesc Ribeirão Preto e Movimento MuDança Ribeirão.

• {Fios em Movimento}, oficina com Gemini - Cia de Artífices
A vivência oferece aos participantes um contato com o processo criativo da instalação/performance {Jandiras}. A partir de técnicas de educação somática e de dança. A vivência oferece uma preparação para o corpo presente através de experimentações com fios e movimento, inspirada nas delicadezas e nas memórias do corpo.
Dia 4, quarta, das 15h às 18h, na Sala de Atividades Corporais. 15 vagas. 10 anos. Inscrições na Central de Atendimento ou pelo e-mail matricula@ribeirao.sescsp.org.br (na mensagem deverá constar nome completo, data de nascimento, RG, CPF, telefone e nome da atividade).

• Desejo veemente, performance com Amanda Pereira
Apresentação local do Projeto Dança em Dobro, que abre espaço para a produção de dança da cidade e região, através de performance inéditas desenvolvidas para essa apresentação, que, por sua vez, antecede ao espetáculo.
Dia 4, quarta, às 20h. Na Convivência. Grátis. Livre. Acesso livre.

• {Jandiras}, espetáculo com Gemini - Cia de Artífices
Idealizada para ser apresentada nos mais diversos tipos de espaços, {Jandiras} une a dança contemporânea e a execução de rendas ao vivo com uma trama musical tecida e remixada também ao vivo. Através da interação com o público e com o espaço por meio dos fios e do movimento, {Jandiras} fala da poética de nossas cicatrizes. Dança, música e artes visuais se entrelaçam em nós, fios, assimetrias e a beleza do inacabado como metáforas das memórias de nossas entranhas. O "eu" livre traduzido em linhas, em tramas, em texturas, em movimento, em vibração. A beleza do imperfeito, do assimétrico, do inacabado. Poesia crua.
Dia 4, quarta, às 20h30. No Quintal. 70 lugares. 10 anos.
Grátis. Acesso livre