We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Saturday
28
APR

Dança Cigana com Carolina Fonseca no Rio de Janeiro

14:00
20:00

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

Pela primeira vez no Rio de Janeiro a renomada bailarina portuguesa, Carolina Morais Fonseca!

Começou sua carreira performativa com a Acrobacia Chinesa e Ginástica Rítmica quando tinha cinco anos de idade.

Completando depois o seu B.A. em Cerâmica e Belas Artes, estudou Dança, Teatro, Canto, Violino e Artes Marciais em Portugal, Bélgica, Ásia Central, Extremo Oriente e Estados Unidos da América (com o New York City Ballet e a Alvin Ailey American Dance Company). Ela aprendeu dança cigana e desenvolveu essa formação específica como dançarina, viajando e aprendendo com famílias de ciganos na Índia, Rajastão e também em diferentes países e regiões como Romênia, Transilvânia, Hungria, Turquia, Egito, Espanha, França, Bélgica e o Magrebe.

Estudou Japanese No Theatre com o mestre Masato Matsuura em Paris, butô no Japão (Yokohama) e Kathakali e dança clássica indiana Kathak em Kerala no sul da Índia e Varanasi.

Totalmente dedicada ao Projeto Danza Duende, Carolina faz parte de seu núcleo como artista, professora, dançarina e coreógrafa, e em 2014 completou este treinamento Danza Duende cumprindo os 6 níveis estabelecidos, ao longo de dez anos de sua carreira profissional. Carolina é uma das diretoras do Gypsy Duende (intraprojetos) e uma das líderes que detém a visão e a prática da Rede Danza Duende.

Desde 2012, ela vem estudando Kathak (dança clássica indiana) em Mumbai com Prerana Deshpande e, paralelamente, continua sua formação em dança clássica ocidental e artes marciais (Kung Fu) e Chi-Kung e também no estudo da técnica Choresophie com Yumma Mudra. e Abdeslam Michel Raji. Carolina estuda o Budismo Vajrayana na Linhagem Nyingma Dudjom Tersar na Catalunha com Djampa Lama Gyatso e em Nova York sob a direção de HH Shenphen Dawa Norbu Rinpoche, com quem se refugiou em 2009.

É uma das artistas e bailarinas que criou a companhia de dança Zambra em 2005, que é baseada em influências do Extremo Oriente Médio e da Ásia Central, que traduzem as tradições seculares para as expressões Western e Fusion Art. Destacada em sua carreira: Les Fourberies de Scapin (2006) no Théâtre des Martyrs (Bruxelas), La Dance de Luth Bruxelas, Madri e Portugal. Além de outras obras para a televisão, ela estrelou dançando com o bailarino e coreógrafo Joaquin Cortez e estrelou em Notche de Gazal para a Televisión Española no Grande Auditório de Santiago de Compostela. Ela também dançou com Fanfarra Ciocarlia, Taraf de Haidouks e Mahalla Rai Banda em festivais internacionais e também com Roby Lacatos no Grande Auditório do CCB em Lisboa e posteriormente na Suíça em 2014. Ela foi convidada como dançarina solista para o New York Gypsy Fest. em 2010. Ela trabalhou como dançarina em Istambul, convidada pelos músicos e compositores Mirkealam e Teoman (Turquia). Carolina fez sua estréia como coreógrafa e produtora em 2009 com Ecstasy, seguida em 2010 pela A Poet em Nova York, uma exposição individual co-produzida com o Theatrelab em Nova York (EUA) com bolsa da Inovart, DGARTES (Portugal). Em 2012, ela apresentou, produziu e coreografou Lorca Duende, outra colaboração com o Theaterlab em Nova York. Alma foi um projeto desenvolvido em 2012-2013, desenvolvido e coreograficamente estruturado e adaptado a diferentes culturas, visões artísticas e literárias de diferentes regiões e visões de mundo, em constante colaboração com artistas residentes como músicos, atores e poetas - sempre em recreação e desenvolvimento. Esta criação foi transformada e adaptada em diferentes lugares do mundo, particularmente em Macau (China) e Mumbai (Índia). Em 2014 ela produziu, coreografou e estrelou Alma en La Ciudad del Desejo, uma criação que também contou com a interpretação das dançarinas Ana Rodríguez Ilvi Zendejas, Heliane Lopez e Roberto Mosqueda. Este show foi apresentado em Leon, Guanajuato e Morelia e deu origem à companhia de dança criada mais recentemente pela Carolina, Minerva Ethnical Ballet (México). Em 2014, criou, coreografou e realizou o Glimpse - The Art of Dying, um solo em Theaterlab, em Nova York (EUA), em colaboração com o músico e compositor Hamidreza Maleki (Irã) e com vídeo e imagem de Pedro Maia (Portugal). Em 2015 \ 2016 a Carolina criou um novo projeto apresentado na cidade de Nova York “Monsters of Grace” no Rubin Museum of Art, através do conceito de seus próprios diagramas de dança a partir de uma visão do céu.

Ensina dança desde 1999, de Gypsy Duende a Giro Sufi, além de dança criativa para crianças, aulas de expressão Duende em cidades como Milão, Bolonha, França, Bruxelas, Forli, Londres, Irlanda, Nova York, Chicago, Barcelona, ​​Madri, Tokio, Kyoto, Ljubljana e Portugal. Em 2013, ela lecionou em Bali, na Indonésia e também na Índia, tendo trabalhado no último país, especialmente com comunidades ciganas em bairros subdesenvolvidos dentro da reabilitação da Dança Cigana e tradições perdidas. Também em Bali e Macau Giro, ela ensinou classes Sufi (2012-2013). Em Portugal, desenvolveu projectos artísticos com esquizofrénicos no Hospital Júlio de Matos, em Lisboa, coproduzindo com Liliane Viegas a partir do conceito de dança e terapia (2013-2014). Também como professora de dança e como dançarina e coreógrafa esteve duas vezes em turnê no México, incluindo cidades como o Distrito Federal, Oaxaca, Morelia, Xalapas, Puebla, Guadalajara, León, Morelia e Veracruz (2012 e 2014). Nos EUA, Nova Iorque como professora de dança sufi no Rubin Museum of Art (2015/2016/2017).

Em 2017, Carolina liderou três turnês (Brasil, México e Chile), ensinando e interpretando Danza Duende. Ainda em 2017, foi convidada para interpretar o papel de Dançarina de Vajrayogini filmado na Caxemira e no Tibete Central, no Filme »Thongdrol» Liberation thought seeing, A Dança Vermelha do Daikini.


PROGRAMAÇÃO

28 de Abril | Sábado

- Flamenco Contemporâneo - das 14h às 16h30
- Gipsy Duende - das 17h às 19h30

29 de Abril | Domingo

- Dança Cigana da Rússia - das 14h às 16h30
- Gipsy Duende (Tema: Xale) - das 17h às 19h30

Valorização:
1 workshop R$ 200,00

2 workshops R$ 350,00

3 workshops R$ 450,00

4 workshops R$ 550,00

**Confira condições especiais de pagamento!

Maiores informações através do whatsapp ou email:
48 999219701 - viditefloripa@gmail.com - Virginia Diano
21 999182638 - Liane de Luna