We use cookies to personalise content and ads, to provide social media features and to analyse our traffic. Read more…
Saturday
14
APR

Oficina de Graffiti para iniciantes

14:00
18:00

Get Directions

Category
#var:page_name# cover

Diretamente de Floripa a Gugie vem para compartilhar seus conhecimentos e vivencias da cultura do graffiti. Essa oficina é uma experiencia rica para quem vive as ruas, vive a cidade, é artista, é curioso, é designer de interiores, arquitetos, pesquisadores, arteires etc, você mesmo! Vem com a gente na casa de cultura: Teatro Barracão! Isso mesmo.

A oficina busca possibilitar um espaço de discussão sobre a cultura de rua, sua história e responsabilidade social e de forma prática ensinar sobre os estilos que existem, materiais e técnicas utilizadas para o grafitti. Os participantes ao final irão produzir um trabalho coletivo que será proposto.

Sprays, mascaras, luvas e uma apostila feita pela ministrante estão inclusos no valor da oficina.

~ ONDE? Teatro Barracão // FOZ DO IGUAÇU
~ QUANTO: R$ 60,00
~ TURMA: Máximo 15 pessoas (classificação 12 anos)
~ CONTATO: artegugie@gmail.com //

DIAS:
14/04 das 14H as 18
&
15/04 das 10H as 12h

INSCRIÇÃO: Deposito ou transferencia de 50% do valor total do curso e nome, telefone e comprovante por e-mail.

Video oficina:
https://www.facebook.com/m0nique.cavalcanti/videos/vb.1051486810/10210640974234481/?type=2&theater
Video trampo da gugie:
https://www.youtube.com/watch?v=ESIwXodNqOc
Video oficina:
https://vimeo.com/150024338
Video trampo:
https://www.youtube.com/watch?v=wGXEt6EJgB4

GUGIE

Grafiteira, 25 anos, Monique Cavalcanti, mãe, arte-educadora e artista visual. Ela utiliza fotografia como ferramenta para suas obras, olhando pelo celular e ampliando á mão livre. As fotos são geralmente amigos da artista que ela dirige e fotografa.
Ministrou durante 4 anos oficinas no Núcleo de Arte e Educação, ja deu palestras e oficinas sobre a cultura do graffiti e hoje é co-proprietária do Agenda Centro de Artes Urbanas.

A artista tem trabalhos em varias cidades como Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Buenos Aires. Eles estão pelas ruas fazem 7 anos com sua poética entorno da representatividade do mundo feminino e suas observações sobre visão sistêmica e as relações sociais.

Amante da cultura de rua, permeia sobre esse universo desde os 13 anos de idade por intermédio da dança de rua, participando de cyphers, eventos, palcos e rodas na rua. Desde então ela pesquisa e se aprofunda sobre o Hiphop vivenciando e se expressando com o graffiti.